terça-feira, 27 de abril de 2010

vaidade

graças ao 'sistema astrológico' muito competente do blogger.com, tive uma surpresa jamais conhecida por mim no alto desses 26 anos pra lá de esmeros.

é isso aí, meu jovem. poderia ser barata mas não é - é rato.

a primeira sensação ao descobrir meu "ano do zodíaco", foi de repulsa. puta que pariu, qual foi o bróder que inventou a disposição desses nomes?

tudo bem. tudo na vida se supera. deve ter todo um embasamento psico-astrológico-teórico-físico-nuclear por trás disso e para mim, 100% leiga, pode até ser uma displicência julgar o método ou a cultura que fomenta essa merda. mas vamos combinar, né? se fosse algo como chinchila, hamster ou porquinho da índia, seria bem mais bonito, simpático e até mesmo poético.

passada toda minha indignação, procurei investigar o significado de pertencer a essa massa ratística 'à la' 1984. considero que a descrição do 'ser rato de acordo com o calendário chinês' não é tão ruim.

vamos de wikipédia:
"criativo, solucionador de problemas, imaginativo, trabalhador hiperativo e respeitado por sua capacidade em resolver situações difíceis. intuitivo, com a capacidade de adquirir e preservar coisas e valores. personalidade atraente."

veja bem querida astrologia chinesa, isso aí mais parece a descrição de um psicólogo recém formado e super empolgado em clinicar. não é o meu caso, eu não sei resolver problemas. me limito a ser uma publicitária sofredora em constante processo de incubação - hehe. vai ver que é por isso que nasci brasileira.

adeus, china!

Nenhum comentário:

Postar um comentário