segunda-feira, 30 de agosto de 2010

eu tenho tpm

aquele famoso ditado "cada um sabe a dor e a delícia de ser o que é", encaixa em qualquer situação e para qualquer pessoa, já que só nós mesmos que somos capazes de 'compreender' nossas dificuldades e reconhecer nossas qualidades.

vou de titãs quando chega o domingo. mesmo depois de horas sensacionais de um final de semana super agitado, domingo sempre me faz tropeçar. às cinco da tarde começo a imaginar desculpas para não ir trabalhar no dia seguinte, mesmo reconhecendo que essa idéia será abortada no próximo minuto.

domingo é dia de saudade, melancolia e medo. tudo passa, tudo passará - ok, mas confesso que gostaria de pular as últimas horas desse dia. o fantástico até me ajuda, mas sempre vou dormir lembrando do passado, da casa cheia, do bigode e da voz.

o início da minha segunda ainda tem resquícios do domingo, mas acabo de concluir que essa porra toda não passa de uma maldita e fajuta tpm. ah, mulheres...




Nenhum comentário:

Postar um comentário