quinta-feira, 2 de setembro de 2010

believe

se.tem.bro, do dicionário o nono mês do ano no calendário gregoriano, composto de 30 dias.

setembro é um mês marcante na minha vida e na vida de todos aqueles que me conhecem há pelo menos 6 anos.

há 5/6 anos atrás eu sonhava com a vida que eu tenho hoje. sonhava com a estabilidade emocional que em mim desliza sem querer - ainda. sonhava em resistir ao fundo do poço, em acreditar que seria capaz de tocar o barco com esses braços que parecem frágeis e medrosos.

nesse meio tempo, já levei uma bronca da minha faxineira porque deixei a cozinha criar bichos e mofo, por preguiça de limpar. fui para belo horizonte conhecer uma vida louca e trágica, até descobrir que não existe lugar melhor que brasília e o famoso traço do arquiteto que o djavan insiste em cantar.

na confusão me estabilizei na profissão, mas antes disso precisei ser produtora, assessora de imprensa, radialista e jornalista. devagarzinho o mundo foi conspirando a meu favor e quando percebi, as coisas estavam onde exatamente deveriam estar, mesmo aos trancos e barrancos.

e isso não é só comigo, quando de repente, cada pessoa que faz parte da sua vida tem aquele sentido essencial e indispensável. quando você se encontra em uma situação terrível, sem pai nem mãe e nem pé e cabeça, você começa a valorizar os amigos como verdadeira obra de deus, o ensaio à perfeição.




Nenhum comentário:

Postar um comentário