quarta-feira, 15 de setembro de 2010

e brasília chega aos 5%



tá confirmado, estamos todos morrendo.

não sei se isso é aquecimento global, desmatamento da floresta amazônica ou o caráleo. só sei que estamos morrendo e isso é fato.

não lembro muito bem de já ter vivido na brasília dos 5% de umidade relativa do ar. tudo bem que a memória do brasileiro é bem fraca, mas puta que pariu meu amigo... tá realmente difícil.

nessa época a gente sente de tudo: náusea, dor de garganta, secura interna que parece acabar com toda a água do corpo e esturricar os nossos órgãos vitais, dor de cabeça, sede descontrolada, ardência nos olhos... é um verdadeiro "terror e pânico".

se eu trabalhasse em algum senso ou instituto de pesquisa, iria propor a análise em grandes empresas sobre o efeito da seca no progresso dos trabalhadores. na verdade, no retrocesso - tenho a impressão de produzir bem menos durante essa época do ano.

queria mesmo era ficar em casa na frente de um umidificador, curtindo uma pipoquinha com sorvete e as breguices globais da sessão da tarde.

mas a verdade verdadeira é que só tô afim de reclamar de nada, afinal de contas conheço esse clima 'maledito' há 26 anos.

dicas
- use protetor solar. você que é mulher e não quer manchas e envelhecimento precoce, principalmente (pode bezuntar o rosto). e se você dirige, é indispensável (no caso dos menos favorecidos que não tem película na janela e ar-condicionado).

- não arrebente a sua boca. larga de ser murrinha e vai na farmácia comprar um protetor labial. os da nívea são ótimos.

- tome 3 picolés de limão diariamente. não é ácido, caso você discorde. é totalmente refrescante. se a kolynos ainda existisse, diria que o picolé de limão desafia sua refrescância.

- acabaram as dicas. tô ficando muito abusadinha.



2 comentários:

  1. nossa... eu lembro que a única coisa boa da baixa humidade do ar era a proibição de aula de educação física na minha escola e a gente podia ir pra casa mais cedo! eeeeee só alegria

    ResponderExcluir