terça-feira, 14 de setembro de 2010

a solução para o seu chulé

desde pequena optei por sapatos fechados. antigamente a moda era bota ou tênis branquinho no estilo keds. a única coisa que me permitia usar era, no máximo, um chinelinho kenner (vendia na company, mesma loja das mochilas que arrasavam em 90, 92, 94...).

me imagino neném, caindo na real que o pé existia. sabe aquela fase lá pelos 6, 7 meses que a mini-pessoa fica olhando, mexendo, pegando e até botando o pé na boca? pois é, o trauma deve ter sido bem por aí. devo ter olhado e concluído, "que coisa bizarra, vou fazer de tudo para esconder esse negócio o resto da vida".

dito e feito. desde que me entendo por gente, que anda, fala e toma decisões, decidi comprar sapatos fechados. essa moda since 2006, 2007 mais ou menos, só me favoreceu: sou a rainha das sapatilhas e não me canso, principalmente em promoção (a ávida fode a minha vida).

mas como nem tudo são flores e nem só de água é feito o mar, usar sapatos fechados 'all the time' tem lá seus pontos negativos e para uma moça em início de um relacionamento amoroso como eu, estraga o mundo. tô falando de chulé.

brasília tá um caos climático. umidade relativa chegando à 9, 7%... imaginem vocês o calor e a falta de ar que rola. com isso, acredito que o meu chulé resolveu fazer o caminho inverso da umidade e triplicou! impossível deixar o sapatinho no quarto do bofe, o truque é abandoná-lo na cozinha e fazer uma visita ao banheiro para molhar os pés rapidamente.

nesse desespero, resolvi recorrer aos companheiros de twitter, solicitando "truques da vovó" para acabar com esse meu probleminha que nem a higiene exagerada deu conta.

recebi um site de um amigo (salve alexandrinho!), onde encontrei receita que precisava de 5 dias para ficar pronta. mas não é pra tanto brasil, daqui há 5 dias será outro dia e preciso disso em menos de 15 minutos.

tudo bem... no mesmo site achei a solução com uma receitinha da vovó bem simpática. vamos abandonar o capitalismo desenfreado (eu sou uma contradição) e aderir aos macetinhos que facilitam a vida... segue a receitinha para as chulézentas, assim como eu:

chá do pé cheiroso
- prepare meio litro de água quente para morna, em uma boa temperatura para mergulhar os pés.
- adicione duas colheres de sopa de arnica* e duas colheres de sopa de hortelã.
- mergulhe os pés por 15 minutos e depois disso espere mais 10 minutos para calçar os pés.
- pronto, pode sorrir. vem aí um novo futuro para o odor dos seus pés.


* para quem não sabe ou tem vergonha de perguntar, arnica é uma planta nativa de regiões árticas e temperadas do hemisfério norte, de flores amarelas ou alaranjadas, cultivada como ornamental ou medicinal, mas isso não quer dizer que você vai ter que ir pro ártico ou pro temperado(?) pra adquirir um troço desses. vai lá na farmácia que tem.


3 comentários: