segunda-feira, 11 de outubro de 2010

apadrinhamento

luiz miguel martins vieira têm 5 anos de idade e mora em campos sales, no ceará. em sua casa, moram 5 pessoas: a avó, a mãe, o tio e uma amiga. a estrutura por lá é ruim, barracão com paredes de tijolo, teto coberto por telha e chão de cimento grosso. 

fiquei feliz em saber que, pelo menos, conseguem ter água encanada e luz elétrica. sei muito pouco sobre o miguel, posso até dizer que sei "quase nada". mas sabe quando o coração bate mais forte e o corpo arrepia por minutos? pois é. sei que ele é carinhoso e estudioso e isso deu mais sentido a missão que me propus. 

fiz questão de escolher a criança. fui passando os nomes e as histórias e quando bati o olho em miguel decidi instantâneamente que seria ele. o nome miguel tem uma história de peso em minha vida.

meu pai era devoto de são miguel arcanjo. nunca foi muito religioso, mas tinha uma imagem do santo em sua mesa de trabalho, sempre posicionada no mesmo lugar. com o queixo apoiado no pulso, em momentos de silêncio, o papai parava por alguns minutos e admirava a imagem. sempre quis saber o que pensava nessas horas, mas decidi que seria um mistério e nunca perguntei. ele sabia ser expansivo, mas também sabia ser discreto. quando faleceu, no aeroporto de são paulo, quem nos ligou para dar a notícia foi um tal de miguel, que soube conduzir a conversa delicada de uma forma muito gentil e generosa. coincidência? vai saber...

apadrinhei o luiz miguel esta tarde. para ele, a minha ajuda pode significar esperança, progresso, futuro... pra mim, significa caridade e talvez outros sentimentos que possam surgir no decorrer das notícias que receberei sobre ele. e sabe quanto isso vai me custar por mês? quarenta e dois reais. 


Um comentário:

  1. Ei Clara! Acabei de descobrir o seu blog através do blog do fundo cristão! Também apadrinhei uma criança recentemente. Espero que possamos conversar sobre isso e muito mais. Pelo que vi aqui você entende mais de blog do que eu e pode me ajudar!rsrsrs! Beijos e ótimo domingo!

    ResponderExcluir