sexta-feira, 10 de junho de 2011

comentário à parte

o único lugar honesto onde tudo acaba em pizza e deleite, é em uma agência de publicidade.

quinta-feira, 9 de junho de 2011

vai que dá!

meu nome é ansiedade. a minha síndrome é a das pernas inquietas. estou sentada na mesma cadeira há 8 horas e hoje é o primeiro dia improdutivo de uma semana completamente cheia. minha barriga vive em constante estado "borboletas desesperadas", e a minha cabeça pertence a um único objetivo.

quando passamos a ter foco e desejar uma coisa com o coração intenso e quente, ela se torna incrivelmente possível. parece mágica, mas não é. posso ser clichê ao dizer que a força da mente e do pensamento positivo faz a vida acontecer... e é exatamente isso que vivo hoje, porque eu, sozinha e decidida, acreditei.

no início parece difícil e até mesmo impossível. passo a passo você vence as suas próprias limitações e o simples 'querer' se torna 'poder' porque você acredita. e por que você acredita, passa a ter foco e o foco muda a sua personalidade nas pequenas coisas.

estou amando planejar o meu futuro, estou em ímpetos de felicidade por perceber que a atitude faz a diferença sempre que você sabe o que quer com clareza. é mais simples do que a gente imagina, o nosso maior obstáculo somos nós mesmos e se você vencer a você mesmo, meu amigo... é vontade, é determinação, é coragem, é visão e é conquista.

tudo depende de um ÚNICO referencial. não é sua mãe, seu irmão, seu tio, seu avô, sua namorada... É VOCÊ, ANIMAL!!!!!!!!!!!!!!!!!!

quinta-feira, 2 de junho de 2011

disque fossa

recebi uma ligação ontem à noite. uma ligação comum, da mesma amiga de sempre. ao atender meu celular ela falou, "alô, é do disque fossa?".

esse é o meu atual ofício entre minhas amigas: eu sou o disque fossa, muito prazer. tenho embasamento e sabedoria suficientes para resolver seu problema por cerca de 5 horas. o serviço pode vir com adicional de 6 cervejas compradas no posto (escolha entre bohemia e stella artois) como cortesia da casa, e para conciliar a sua vida eu não cobro nada. isso mesmo, nem um centavo. me liga.

disque fossa, francamente...

quarta-feira, 1 de junho de 2011

a mulher quer tudo

se você é mulher, você quer tudo. você quer conhecer o himalaia, o xingú, a patagônia e guanhaes, que fica no interior de minas gerais. você quer comer picolé de uva, morango, chocolate e maniçoba, comprando ali na lojinha de picolés esquisitos na 212 sul.

a mulher não se satisfaz. não existe santo antônio, josé e nem epaminondas que faça a mulher se sentir plenamente satisfeita. aparentemente todas as mulheres tem um "quê" astrológico em gêmeos, onde você precisa renovar, reciclar e mudar a cada nova estação do ano, ou até mesmo a cada nova manhã.

a calça jeans novinha da mulher fica velha em aproximadamente 6 meses (enquanto os homens usam a mesma calça jeans por cinco anos). a mulher precisa cortar o cabelo e comprar um par de sapatos por, pelo menos, 39,90 para se sentir a dona do mundo. o dia seguinte de uma bela compra é auto-estima na certa: você está tão poderosa no seu sapato novo, que os pés são capazes de brilhar. mas você não está satisfeita... talvez ficaria se pudesse fazer um composê com um cardigan novo para combinar com o brilho excitante dos seus pés.

a palavra satisfação não existe no dicionário feminino quando o assunto é tpm. tpm é uma merda. sério, mermão... tpm mata qualquer bom senso existente no planeta terra. a tpm faz com que o seu contato físico com você mesma fique extremamente delicado e perigoso. na tpm, além de completamente insatisfeita, a mulher fica insuportável com ela mesma. se você é homem e está lendo isso, te dou um conselho: nunca leve uma mulher para jantar se ela estiver de tpm. vocês podem ir pro melhor restaurante da cidade: ela vai reclamar da comida, da cadeira, do garçom e do seu perfume.