segunda-feira, 11 de julho de 2011

amortecedores, amor tece dores

é preciso ter força para aguentar a angústia das escolhas que se faz. consciência, lucidez e compromisso com as transformações. limpar as máscaras altruístas e fazer o bem desapropriado de qualquer tipo de vaidade. abandonar a passividade, jogar o sofá fora, abrir o caminho e enxergar prosperidade dentro da sua criação mental: porque você quer, você consegue. compartilhe suas boas energias, crie um rompante para a mudança interna, seja grande portador da troca mútua, abrace com calor e receba o afeto com amor. não se desespere se a vida tomou outro percurso, seja feliz com o "pouco" que está ao seu alcance. aprenda a entregar, aceitar, confiar e agradecer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário