quinta-feira, 13 de outubro de 2011

no total são 7

faço coleção de amores platônicos. tenho um caderninho na minha bolsa para controlar metricamente a estatística dos meus amores platônicos. sou capaz de me apaixonar na praça de alimentação do shopping, na fila do supermercado e até no posto de gasolina.

o pré-requisito para um amor platônico é ser imperfeito em alguma coisa: ter o cabelo feio, o dente torto, a barba cheia ou uma blusa xadrez furada. qualquer semelhança a algum desses elementos é a mesma coisa que fazer um strike no meu tímido e anônimo coração.

essa é uma excelente terapia do riso para quem quer ser independente. ele tem prazo de validade dependendo do ambiente e da intensidade e você pode administrar sem dor todos os seus sentimentos (essa é a melhor das vantagens).

é como um controle e uma possessão saudáveis, um jeito gostoso e infinitamente seguro de amar. você não precisa pagar jantar e nem guardar dinheiro pra viajar. você só precisa de imaginação, criatividade e muito bom gosto para coisas simples.

Nenhum comentário:

Postar um comentário