sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

aviso aos navegantes

prezado você amigo, irmão, internauta, bonito, simpático e compreensivo, lanço um aviso para exercitar a paciência de todos vocês que convivem comigo diariamente. sei que eu falo demais, rio alto, sou saltitante e as vezes pareço uma criança com meu vestidinho florido. porém, tenho um grave defeito de fabricação irreversível e isso precisa ser registrado para que eu não repita vinte vezes a mesma coisa o tempo inteiro (e também porque eu estou estarrecida e preciso de-sa-ba-far).

eu sou surda. do ouvido direito. em um desfalque de 30% da audição - pois é, prestes a fazer vinte e oito anos. alta, esbelta, interessante e surda. até logo.

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

acabou o nosso amor

você já sabe que eu sou esquisita. e só esquisitos, assim como eu, se apaixonam platonicamente. pessoas com bom senso e estáveis acreditam em história real. pessoas como eu, bobinha, fantasiosa e romântica acreditam que o homem da sua vida é aquele cara que na verdade não passa de um ser humano completamente sem graça e opaco, pálido e normal.

portanto, não faça você, o que eu faço. não se apaixone platonicamente, isso é bobeira, balela, mentira! pare de pensar que o homem da sua vida tem capa de super herói e será imortalizado por uma estátua na praça mais famosa da cidade. não, ele não é perfeito (ele tem xulé e pode babar dormindo). isso é ilusão da sua cabeça, do seu fantástico mundo que insiste em fugir da realidade só por causa de um par de olhos bonitos e um nariz extremamente atraente.